Revista Lubes em Foco
Programa de monitoramento americano acende sinal vermelho.
 Imprimir     Indicar para amigo
O programa de monitoramento dos lubrificantes de motor do Instituto Americano de Petróleo, o API, chamado de MOM (Motor Oil Matters) revelou em seus resultados anuais que uma em cada cinco amostras de óleo de motor comprado a granel no mercado, nos últimos 5 anos, não atingiram os padrões API de desempenho de motor.

“O API lançou uma nova fase em seu programa MOM, que irá fornecer as informações necessárias aos consumidores, a fim de assegurar que eles recebam os óleos de motor de alta qualidade que eles esperam para seus veículos”, disse Kevin Ferrick, gerente do Sistema API de Certificação e Licenciamento de Óleos de Motor.

O API comprou e testou mais de 1.800 óleos de motor vendidos em tanques de granel, durante os últimos 5 anos, e cerca de 20% das amostras testadas não conseguiram atender aos padrões API de desempenho. A entidade comparou os resultados dos testes com milhares de formulações de óleos licenciadas para determinar a identidade de cada óleo a verificar se atendiam aos níveis de desempenho anunciados.

“O programa MOM lembra os consumidores sobre a importância de se usar óleos de motor de qualidade em seus carros e caminhões, e também alerta os locais certificados para troca de óleo, para o passo extra, que é a verificação da qualidade do óleo nas notas e nos recibos”, comenta Ferrick.

O API recomenda que os consumidores visitem o site www.motoroilmatters.org para encontrar locais certificados para troca de óleo, procurar o símbolo MOM nos locais aprovados, ler informações importantes sobre a qualidade do óleo e baixar o checklist de troca de óleo para sua próxima troca. Os locais de troca e os distribuidores de óleo que compartilham os compromissos do MOM e se submetem a auditorias independentes têm a oportunidade de serem reconhecidos pelo MOM, através dos programas de licenciamento para instalações e distribuidores.

Fonte: OEM/ Lube News