Revista Lubes em Foco
Gulf Oil inaugura fábrica de lubrificantes na Argentina.
 Imprimir     Indicar para amigo
O grupo Gulf Oil International celebrou a inauguração, no dia 19 de abril de 2013, de sua mais nova fábrica de lubrificantes, na cidade de La Reja, na província de Buenos Aires - Argenina. A planta, que tem capacidade para 24 mil toneladas por ano, iniciará sua produção com 6 mil toneladas, esperando chegar, nos próximos cinco anos a um montante de 15 mil toneladas por ano. Com esse volume, a Gulf estará abastecendo cerca de 5% do mercado argentino.

Segundo o novo CEO da empresa, Emilio Alvarez Cañedo, existe hoje um imposto de exportação de 45%, mas a expectativa é que venha a desaparecer.” Muitas empresas estão abandonando a indústria de downstream na Argentina, e acreditamos que exista uma ótima oportunidade para aumentar nossa participação de mercado. Por essa razão, decidimos construir a nova planta com capacidade para 24 mil toneladas por ano, em apenas um turno, visando também a exportação”, afirmou Cañedo.

Ainda de acordo com o CEO, a nova fábrica é bastante automatizada, de forma que não haverá a necessidade de um aumento significativo de mão de obra para operação, sendo a nova força de trabalho direcionada aos setores de manutenção e qualidade.

“Atualmente, na Argentina, existem plantas muito maiores que a nossa, mas nenhuma com o conceito de linha de produção. São todas plantas onde partes são adicionadas e não integradas, como a nossa. E ainda estamos capacitados a entregar produtos em todo tipo de embalagem: desde caminhões-tanque até embalagem de 100 cm3, passando por containers de mil litros, tambores de 205 L, baldes de 20 L, 4 L, 1 L e garrafas de 450 L”, concluiu Cañedo.

A nova fábrica tem capacidade para estocar 1.100 metros cúbicos de óleos básicos, utilizando 33 tanques de 33 m3 cada. Os tanques estão localizados em uma área fora da fábrica, dedicada exclusivamente ao manejo de granéis, com uma linha dedicada a cada tipo de produto, prevenindo assim possíveis contaminações entre as matérias-primas. A planta também pode estocar 1.150 paletes com produtos acabados, com uma escala de caminhões para um controle preciso de movimentação de carga.

Fonte: Gulf Oil Argentina